Coordenador do PIBID/ Curso de Geografia -FABEJA, Mestre e Doutor (Phd) em Geografia - UFPE

Minha foto

Doutor em Geografia (stricto sensu) - Universidade Federal de Pernambuco - UFPE (2012); Mestre em Gestão e Politicas Ambientais (stricto sensu) - UFPE (2009); Especialista em Ensino Superior de Geografia (lato Sensu) - Universidade de Pernambuco - UPE (1998); Licenciatura Plena em Geografia - Centro de Ensino Superior de Arcoverde - CESA (1985);   Coordenador do PIBID - Geografia Professor; Orientador de Trabalhos de Conclusão de Curso - TCC, na Graduação e Pós-Graduação (Latu Sensu).

terça-feira, 4 de outubro de 2016

ENSINANDO CARTOGRAFIA DE FORMA LÚDICA ATRAVÉS DO MAPA: O BRASIL EM FORMATO DE QUEBRACABEÇA

ENSINANDO CARTOGRAFIA DE FORMA LÚDICA ATRAVÉS DO MAPA: O BRASIL EM FORMATO DE QUEBRA-CABEÇA
Texto: Prof. Dr. Natalicio de melo Rodrigues (UFPE), professor de Geografia na FBJ de Belo Jardim-PE. Imagens: Jucimara Guimarães e Erlane Alves da Silva, professorandas de Geografia do 2º período de Geografia -FBJ.

Ao ler esse texto você aprender:

1: montar uma atividade lúdica cartográfica na forma de uma mapa do Brasil (quebra cabeça) de forma cientifica e inovadora.

2:Explicação Passo a passo no final com imagens.


Artigo sujeito a REVISÃO.




Mapa lúdico temático politico do Brasil retratando os limites, contornos, e os territórios das unidades federativas do país Brasil.

APRESENTAÇÃO

Ao digitar o termo lúdicos aplicados a cartografia em buscador na rede internet, certamente o leitor se surpreendera com o quantitativo de entrada relatadas pelo contator Google quando aponta números superior a 100.000. Esses números apontam em direção a uma tendencia crescente do uso de atividades lúdicas aplicadas ao ensino de Geografia e principalmente na área de Cartografia, Esses artigos mostram também e que essa prática embora pouco presente na sala de aula, é importante e pode sim contribuir para que os alunos compreendam os modelos de representações espaciais presente nos mapas

OBJETIVO

O objetivo desse ação pedagógica foi o de produzir um mapa com tema lúdico a cartográfico. A metodologia lúdica aplicada foi a produção de uma quebra cabeça, dessa forma buscou-se evitar que produção lúdica prevalecesse sobre parâmetros científicos presente na cartografia e relacionada a produção de mapa, de moque as noções de limites, formas e tamanho das unidades federativas não ficassem comprometida pela ação lúdica, mas que houvesse uma harmonia de interação lúdica com a finalidade cientifica

A ideia principal teve como objetivo produzir uma mapa do Brasil, com intuito de apresentar uma proposta diferente, na qual os alunos aprendam praticando arte tendo como base a Cartografia quebrando uma rotina do cotidiano de aula expositiva. Levou-se em consideração que todos os professorandos e alunos precisam de metodologias novas, que instiguem o pensar geográfico materializado na motivação e no interessem pelo estudo das representações espaciais, e que venham a constituir um importante ferramenta de interpretação e compreensão do espaço em Geografia, contribuindo para a compreensão da representação do espaço físico real brasileiro, dos limites das federações, suas territorialidades, identificação dos estados, e sua bandeiras de representação e identidade, suas dimensões de territórios, seus contornos, limites estaduais e formatos da unidades federativas.

O REFERENCIAL

Quando se fala em estudar a cartografia dos estados brasileiros em suas características, logo nos remetemos somente dos dados físicos e humanos com uso de de livros didáticos e nele ver-se inseridos inúmeros mapas, isso porque os mapas constituem uma das mais importantes ferramentas didáticas de representação e estudo do espaço geográfico. Entretanto não se ver nos livros didaticos atividades lúdicas com uso de mapas, o que torna a criatividades dessas praticas um desafio.

O LÚDICO

Não faltam referenciais teóricos que elucidam a importância da atividade pedagógica, antes pelo contrário são inumerosos autores em defesa desse tipo de atividade educacional. Um exemplo de acervo em prol da ação lúdica vem de Almeida (2006), segundo o autor o termo lúdico tem sua origem na palavra latina "ludus" que quer dizer "jogo”. Se se achasse confinado a sua origem, o termo lúdico estaria se referindo apenas ao jogar, ao brincar, ao movimento espontâneo. O lúdico passou a ser reconhecido como traço essencial de psicofisiologia do comportamento humano. De modo que a definição deixou de ser o simples sinônimo de jogo. As implicações da necessidade lúdica extrapolaram as demarcações do brincar espontâneo. 

Tezani (2004) por sua vez, adverte que o jogo não é simplesmente um “passatempo” para distrair os alunos, ao contrário, corresponde a uma profunda exigência do organismo e ocupa lugar de extraordinária importância na educação escolar. Estimula o crescimento e o desenvolvimento, a coordenação muscular, as faculdades intelectuais, a iniciativa individual, favorecendo o advento e o progresso da palavra. Estimula a observar e conhecer as pessoas e as coisas do ambiente em que se vive. Através do jogo o indivíduo pode brincar naturalmente, testar hipóteses, explorar toda a sua espontaneidade criativa. O jogo é essencial para que se manifeste a criatividade, utilizando suas potencialidades de maneira integral. É somente sendo criativo que o aluno descobre seu próprio eu (TEZANI, 2004).

O Lúdico apresenta valores específicos para todas as fases da vida humana. Assim, na idade infantil e na adolescência a finalidade é essencialmente pedagógica. A criança e mesmo o jovem opõe uma resistência à escola e ao ensino, porque acima de tudo ela não é lúdica, não é prazerosa. (NEVES).

Segundo PIAGET, por sua vez diz que o desenvolvimento do ser humano quando ainda criança acontece através do lúdico. Ela precisa brincar para crescer, precisa do jogo como forma de equilibração com o mundo (BARROS). Para VITAL DIDONET “é uma verdade que o brinquedo é apenas um suporte do jogo, do brincar, e que é possível brincar com a imaginação. Mas é verdade, também, que sem o brinquedo é muito mais difícil realizar a atividade lúdica, porque é ele que permite simular situações”. (BERTOLDO, RUSCHEL).

RECOMENDA-SE QUE CONHECIMENTO CIENTIFICO PREVALEÇA SOBRE O LÚDICO E NÃO CONTRÁRIO

Particularmente devemos nos esforçar o máximo para que as atividades lúdicas aplicadas a Geografia e principalmente a Cartografia, assim recomenda-se que a atividade lúdica seja criteriosa e voltada para o conhecimento, condição que ocorre quando a atividade lúdica é de fato direcionada para a finalidade cientifica, fazendo com que de fato ocorro um aprendizado. 

É inegável que a atividade lúdica seja uma forma de aprendizado, basta olhar os inumerosos citações de autores e pedagogos o que lhe dar a base didática e cientifica, mas sempre advertindo dos cuidados do uso, como é o caso de ALMEIDA. O lúdico tem sua origem na palavra latina "ludus" que quer dizer "jogo”. Se se achasse confinado a sua origem, o termo lúdico estaria se referindo apenas ao jogar, ao brincar, ao movimento espontâneo. O lúdico passou a ser reconhecido como traço essencial de psicofisiologia do comportamento humano. De modo que a definição deixou de ser o simples sinônimo de jogo. As implicações da necessidade lúdica extrapolaram as demarcações do brincar espontâneo. (ALMEIDA,2006)

Esse artigo e resultado de um relato de vivencia em sala aula do curso de Geografia (II período) da FACULDADE DE BELO JARDIM, Departamento de Geografia. Na ocasião o objetivo principal foi motivar entre os professorando produzir uma atividade lúdica inovadora com uso de mapas, diferente do que foi observado na artigos disponibilizado na rede de internet, o trabalho resultou em uma atividade lúdica inovadora diferente do que foi encontrado na internet e em alguns artigos científicos o que possibilitou a produção desse artigo.

A atividade lúdica praticada partiu da solicitação de que os professorandos produzissem uma atividade lúdica cartográfica que possibilitasse ao aluno na pratica desenvolver noções espaciais dos limites territoriais das unidades federativas do país. A recomendação de que a prática fosse aplicada adequadamente e com critérios cientifico como foco, e sempre com o cuidado de não confundir o aprendizado, e que a atividade lúdica não prevalecesse sobre a finalidade cientifica do conhecimento ao ponto de comprometer o conhecimento da prática pedagógica.

Um outro objetivo foi de ter cuidado de não questionar a validade cientifica de outras atividades lúdicas já publicadas e divulgadas na internet, mas sim a partir dessas artigos, vídeos e trabalhos de experiencia já publicadas criar uma outro novo e com acréscimos de conhecimentos fazendo assim o processo de introdução de atividades lúdicas avançarem na área da ciência geográfica especificamente na disciplina da Cartografia.

A ideia inicial partiu de uma pratica lúdica anteriormente desenvolvidas aplicadas a Geografia especificamente a Cartografia com uso de mapas. Atividade escolhida foi a construção de uma atividade lúdica, nesse caso especifico a construção de um quebra cabeça tendo como tema o mapa do Brasil na área humana e suas unidades federativas. 

O ponto de partida foi aperfeiçoar a atividade lúdica já existente como é o caso da figura 1. Observa-se que nessa atividades lúdica o objetivo é desenvolver um quebra cabeça ou puzzle, entretanto, ver-se que o objetivo foi atingido, mas a atividade resume-se a desafio de juntar peças e formar o mapa do Brasil, não há nessa atividade o compromisso em destacar os limites dos territórios estaduais, condição que não invalida a atividade lúdica, mas apresenta uma tendencia onde prevaleça o lúdico sobre o conhecimento, o que diferencia bastante do objetivo cartográfico, e algo do que buscou-se abster em nossa atividade lúdica cartográfica, dai o seu aspecto inovador. 

A METODOLOGIA 

A metodologia empregada na forma lúdica pode variar em sua objetividade, alguns preferem que o quebra cabeça tenha exatamente a forma das peças de puzzle com seu recortes tradicionais de encaixes de peças como se observa na figura 1(abaixo), Note que as peças não tem relação com o formato das unidades federativas e nem com os limites estaduais. Na atividade lúdica relacionada ao produção de quebra cabeça que buscou-se construir, evitou-se que o corte das peças que compõe o jogo de puzzle comprometessem os limites do estados, dessa forma mesmo praticando o jogo o praticante vai aprender identificar os estados com sua forma e seu limites territoriais, como ver-se na figura 2. 


Figura 1: MODELO LÚDICO TRADICIONAL. Observa-se uma atividade lúdica desenvolvida na disciplina de Geografia com uso na Cartografia onde o lúdico prevalece sobre a finalidade cientifica resumindo-se a entendimento da representação do mapa do Brasil. |Note que as peças que formam o mapa são exatamente no formato tradicional do jogo de Puzzle ou quebra cabeça. Fonte: Rosiane Correa Guimarães -Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia – UFG e Odelfa Rosa Docente do Programa de Pós-Graduação em Geografia – UFG.



Figura 2: MODELO LÚDICO INOVADOR CARTOGRÁFICO. Observa-se a mesma atividade lúdica na área de Geografia aqui desenvolvida é diferenciada da anterior na questão metodológica, nota-se que o formato das peças que compõe o quebra cabeça não tem o formato comum das peças que compõe um o jogo de puzzle, mas ao contrário tem um formato dos estados, nessa condição o aspecto cientifico se sobrepõe ao "brincar" presente na atividade lúdica, sem comprometer a metodologia presente no lúdico. 

O LÚDICO NA CARTOGRAFIA

Um dos objetivos da Cartografia é representar o espaço em que vivemos, seja por meio de imagens, tabelas, gráficos, maquete, mapas, dentre outros. Neste sentido, é importante explorar a linguagem cartográfica, mais precisamente a cartografia escolar, para mediar os conhecimentos geográficos no ensino. Uma das possibilidades de se trabalhar e compreender a linguagem cartográfica ao mesmo tempo em que se trabalha com os conteúdos geográficos é associá-la ao jogo lúdico associado ao parâmetros científicos, nessa condição a ação ludica pode dar excelentes resultados quando aplicados corretamente.

PASSO A PASSO:


COMO FAZER UM QUEBRA CABEÇA COM USO DO MAPA DO BRASIL NO MODO CARTOGRÁFICO


1º Passo. Figura 3: Vá ao buscador Google e digite na mapa mudo do Brasil, agora escolha um modelo no a tamanho A4 conforme figura acima e salve no PC, pendrive ou DVD rm. Fonte: Google.com.




2º Passo. Figura 4: Amplie o mapa mudo que você baixou na net para o tamanho A3 ou maior se preferir. É preciso ter atenção no momento de colar as parte de montagem do mapa evitando erros de contornos dos limites dos estados. Vais perceber que a própria impressora coloca automaticamente as margem de colagem. Fonte: Jucimara Guimaraes, 2015. 



3º Passo. Figura 5: Observe que todos as unidades do estado foram recortadas e coladas separadamente por estados formando 26 peças que em seguida foram coladas na folha de isopor de 5 mm. Imagem; Jucimara Guimarães, 2015. 


4º Passo. Figura 6: montagem do mapa para conferencia e retiradas de aparas para ajuste de encaixe. Foto. Jucimara Guimarães, 2015




Figura 7: Esse aparelho denominado cortador de EPS foi usado para cortar o isopor. 
Fonte: Google.com.2015.

5º Passo. Figura 8: Nessa etapa as peças que vão compro o quebra cabeça que reapresenta as unidades da federação do Brasil foram pintadas com tintas para uso em papel, mas podem ser pintadas diretamente nas peças de isopor sem necessidade de uso da cópia de papel que sobrepõe as peças.Imagem de Jucimara Guimarães, 2015. 


6º Passo. Figura 9: Testando a montagem e funcionalidade. Observe que o mapa com as peças juntas formando as unidades que compõe o Brasil. Imagem: Jucimara Guimaraes, 2015.

7 Passo. Criando outras alternativas. É importante frisar que você fazer pode optar por outros mapas com essa atividades relacionada a produção do jogo lúdico, por exemplo, você optar por montar uma mapa do Brasil que der destaque as peças por REGIÕES GEOGRÁFICAS ADMINISTRATIVAS DO BRASIL. Se optar por essa condição voçê terá que produzir outro mapa mudo, mas será apenas necessário mudar apenas as cores das peças conforme se observa na figura 10. Nesse caso seria necessário pintar as peças com cores que identifique as regiões geográficas do Brasil, como é caso da Região Nordeste, Sudeste, Sul, Norte e Centro Oeste, como se pode observar na figura 10 a seguir e abaixo. 



Figura 10: Observa-se que na figura acima as cores representam as regiões geográficas administrativas do Brasil, começando de cima para baixo ver-se: a Região Norte (verde), Nordeste (azul), Centro Oeste (roxo), Sudeste (vermelho) e Sul (amarelo). Imagem: Erlane Alves da Silva, 2015. 


7º Passo. Figura 11. Montagem das bandeiras. As bandeiras podem ser baixadas na internet e ampliadas conforme o tamanho que lhe convier. Os mastros das bandeira são palitos de mesa. Imagem: Jucimara Guimarães, 2015.



Mapa concluído. Imagem: Jucimara Guimarães, 2015.


BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA, Anne. Ludicidade como instrumento pedagógico. Disponível em: http://www.cdof.com.br/recrea22.htm. Acesso no dia 19 de fevereiro de 2006.


BERTOLDO, Janice Vida; RUSCHEL, Maria Andrea de Moura. Jogo, Brinquedo e Brincadeira - Uma Revisão Conceitual. Disponível em: http://www.ufsm.br/gepeis/jogo.htm. Acesso no dia 21 de fevereiro de 2006.


GUIMARAES, R.C. & ROSA O.; ENSINANDO GEOGRAFIA DE FORMA LÚDICA ATRAVÉS DO MAPA EM QUEBRACABEÇA in CAMINHOS DE GEOGRAFIA - revista Instituto de Geografia UFU. Programa de Pós-graduação em Geografia Caminhos de Geografia Uberlândia v. 15, n. 49 Mar/2014 p. 70–79 Página 70 Rosiane Correa Guimarães Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Geografia – UFG/Catalão rosyguimaraes_97@hotmail.com Odelfa Rosa Docente do Programa de Pós-Graduação em Geografia – UFG/Catalão rosaodelfa@gmail.com

NEVES, Lisandra Olinda Roberto. O lúdico nas interfaces das relações educativas. Disponível em: http://www.centrorefeducacional.com.br/ludicoint.htm. Acesso no dia 20 de fevereiro de 2006.


TEZANI, Thaís Cristina Rodrigues. O jogo e os processos de aprendizagem e desenvolvimento: aspectos cognitivos e afetivos. 2004. Disponível em: http://www.psicopedagogia. com.br / artigos/artigo.asp?entrID=621. Acesso no dia 16 de fevereiro de 2006.